buscar

Monja Coen ensina profissionais do varejo a trabalhar de forma mais saudável e feliz

Atualizado em: 07/11/2017

O site da General Shopping Brasil conversou com a Monja Coen durante o lançamento do seu novo livro “O Sofrimento é Opcional”, no dia 29 de outubro, no Parque Shopping Maia. Coen é mestra zen-budista que, nos anos 90, foi a primeira monja de ascendência não-japonesa a presidir a Federação das Seitas Budistas no Brasil. Para ela, os princípios da meditação podem ajudar os profissionais do varejo a terem uma atitude mais positiva e superar as dificuldades e pressões do dia a dia. Com dicas simples a conceitos mais profundos, a monja mostra que um caminho de equilíbrio gera um ambiente mais saudável, feliz e produtivo.

 

Como equilibrar vida pessoal e trabalho?

Monja Coen – Para equilibrar as várias faces de nossas vidas, precisamos estar presentes onde estivermos. Um grande problema que temos é não viver o momento presente. Quando minha filha era pequena e eu trabalhava fora, estava em casa preocupada com o trabalho, e no trabalho me ressentia por não estar perto de minha filha. Essa é uma dualidade muito dolorosa. Com o tempo, aprendi que, quando você está inteira no momento presente, você está melhor. Quando você estiver em casa com a família, esteja presente o tempo todo: dê atenção, converse, esteja o tempo todo atento em vez de estar no celular. Mesmo que seja apenas uma hora por dia, que seja uma hora de atenção, de conversa, de fazer coisas juntos. Esteja inteiro para essas pessoas à sua volta. E no trabalho seja excelente, faça com que naquele momento aquele lugar seja o melhor lugar do mundo, porque sua vida está ali. A minha vida não começa quando eu chego em casa, minha vida está onde estou.

 

Como os princípios do zen-budismo podem contribuir para criarmos um lugar excelente para se trabalhar?

Monja Coen – No relacionamento profissional, tenho que fazer com que as pessoas do meu trabalho também sejam minha família. Todos os que trabalham no shopping passam pelas mesmas situações e alegrias. Quando as pessoas estão felizes, o lugar se torna excelente para se trabalhar, e isso só se faz quando as pessoas estão presentes em cada relacionamento, em cada momento, vivenciando cada situação. Isso passa por atender bem cada pessoa que entra na loja, mesmo que ela não queira comprar nada.

Nesta época do ano muita gente trabalha de forma temporária nas lojas. Para que trabalhem bem, precisam se dedicar e ser excelentes naquele momento, apreciando o que estão fazendo, mesmo que no futuro façam algo diferente. Não faça uma coisa já pensando na próxima, cuide de fazer muito bem o que está a seu alcance. O maior presente que você pode dar para outra pessoa é estar presente o tempo todo, é se fazer disponível para a pessoa naquele tempo. Durante um atendimento a um cliente, por exemplo, esteja 100% presente, sem se desviar. Essa atitude é essencial para alcançar a excelência em tudo o que fizermos.

 

Não é fácil manter essa atitude positiva no dia a dia.

Monja Coen – Realmente não é fácil, mas só atende bem quem está bem. Para isso, a meditação é excelente para que as pessoas se conheçam melhor. E meditação se faz no dia a dia, de forma simples: faça uma pequena pausa e respire fundo. Leva alguns segundos e faz uma diferença enorme. Nem sempre o cliente nos trata bem, pois ele também tem suas preocupações e angústias. Não tome isso como algo pessoal: seja gentil com as pessoas e não deixe que o outro tire você do seu centro. Esteja bem em qualquer lugar, pois você levará esse bem-estar para as pessoas que estão ao seu redor.

 

Como desenvolver esse bem-estar e se manter centrado em ambientes em que a pressão por resultados é muito grande?

Monja Coen – Quando você estiver muito estressado por causa das pressões diárias, respire. A respiração consciente oxigena o cérebro e traz respostas adequadas, em vez de reações emocionais ao que é lançado para você. Antes de atender o cliente ou o telefone, respire fundo e devagar. Se coloque presente naquele momento e deixe para trás o que passou no atendimento anterior. Esteja consciente a respeito do que você está fazendo, perceba os sons, as cores, os aromas. Fique 100% focado no que está acontecendo agora, e não no que passou ou ainda irá acontecer.

 

A meditação leva a pessoa ao foco no presente?

Monja Coen – A meditação nos leva a níveis mais amplos de consciência e a um entendimento de quem somos, de como funciona nossa mente e de como nosso corpo se relaciona com essa mente. Meditar não é relaxar, como se imagina, é entender melhor quem somos e como estamos. Quando percebemos para onde estamos indo, podemos mudar nosso caminho. A mudança no pensar gera uma mudança de atitude e se reflete em tudo o que fazemos e na forma como encaramos as situações.